Vídeos

Polícias Civil e Militar elucidam caso de turista esfaqueado em tentativa de latrocínio no bairro Centro

As delegadas Fernanda Antonucci e Elizabeth de Paula, titulares, respectivamente, do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), falaram durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira, dia 18, às 10h, no prédio da Delegacia Geral, situado na Avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste da capital, sobre a prisão em flagrante de Wandrey Pinheiro da Silva, 22, e cumprimento de mandado de prisão por latrocínio tentado em nome de Alessandra Marques dos Santos, 21.

Wandrey Pinheiro da Silva, 22 (Foto: Divulgação)

Conforme Antonucci, a dupla está envolvida na tentativa de latrocínio que teve como vítima o turista norte-americano Curtis Atikisson, 29. Dois adolescentes, de 15 e 17 anos, foram apreendidos por envolvimento no crime. De acordo com a delegada titular do 1º DIP, a ordem judicial em nome de Alessandra foi expedida na manhã desta quinta-feira, pela juíza Anagali Marcon Bertazzo, da 6ª Vara Criminal. 

Delegada Elizabeth de Paula (Foto: Erlon Rodrigues)

A autoridade policial informou que na madrugada da última terça-feira, dia 16, por volta das 3h30, a vítima teria saído do hotel que estava hospedada no Centro da capital para comprar bebida, quando foi abordada por Wandrey. “No momento em que o turista estava caminhando na Avenida Getúlio Vargas ele foi abordado por Wandrey, que se aproximou com a desculpa de pedir um cigarro. Logo depois Alessandra e os adolescentes chegaram para praticar o roubo”, explicou a titular do 1º DIP.

Alessandra Marques dos Santos, 21 (Foto: Divulgação)

Antonucci ressaltou que mesmo sem a vítima reagir, os adolescentes, que estavam armados com facas, desferiram golpes no turista, atingido do lado esquerdo do tórax. Logo depois os infratores fugiram do local levando o celular, R$ 100 em espécie e os documentos pessoais da vítima. O homem foi socorrido por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), acionado por populares que presenciaram a ação criminosa.

Policiais militares da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados e, momentos depois do crime, conseguiram prender Wandrey, levado ao 1º DIP, onde foi autuado em flagrante por latrocínio tentado. Por volta das 20h30 daquele mesmo dia, durante as diligências em busca dos outros envolvidos na ocorrência, policiais militares avistaram Alessandra com os dois adolescentes em atitude suspeita. Eles também foram abordados e levados ao 1º DIP.

Delegada Fernanda Antonucci (Foto: Erlon Rodrigues)

“Alessandra e os dois adolescentes foram interrogados. Todos confessaram participação no crime, fornecendo, inclusive, detalhes da ação. Após os depoimentos os adolescentes foram encaminhados para a Deaai. A vítima encontra-se internada no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto e reconheceu os infratores como autores do delito, por meio de fotos”, declarou Fernanda Antonucci. 

Na unidade policial, durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), foi constatado que Alessandra já tinha passagem por roubo. Já na especializada foi constatado que os adolescentes já tinham passagem pela polícia. “Durante depoimento descobrimos que o de adolescente de 15 anos já responde por furto e o menor infrator de 17 anos responde por dois roubos e dois furtos. São meninos perigosos, que devem ficar fora de circulação. O promotor, analisando o histórico e a situação, já opinou pela internação dos mesmos”, ressaltou Elizabeth de Paula.

Wandrey foi autuado em flagrante por latrocínio tentado. Ao final dos procedimentos no 1º DIP, ele foi encaminhado para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona Sul da capital, onde a prisão em flagrante foi convertida em prisão domiciliar. Já Alessandra foi indiciada por latrocínio tentado. A jovem será encaminhada ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Os adolescentes foram ouvidos em termo de declaração. Eles irão responder por ato infracional análogo ao crime de latrocínio tentado.  Ao término dos procedimentos cabíveis na delegacia, eles serão encaminhados ao Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa, onde serão adotadas as medidas cabíveis.