Dr Mariolino Brito

"É fundamental que nesse período de comemoração significativa para nossa instituição, eu, como delegado-geral, exalte o trabalho desempenhado por todos nós, enquanto policiais civis. Em qualquer país democrático, como o nosso Brasil, sempre seremos o primeiro nome a ser lembrado. O socorro para os cidadãos de bem. Meu desejo é que nos integremos cada vez mais à comunidade, instruindo àqueles que precisam de um norte.

Eu me sinto honrado em participar de um momento como este, onde vejo várias gerações da Polícia Civil se confraternizando. Das turmas que entraram na década de 80 e os mais novos, que entraram agora na academia, e que logo estarão nas ruas e nas unidades policiais com aquela rotina dinâmica, que alguns costumam dizer que é repleta de emoções, mas que na verdade é o reflexo da vida real.

E assim, deixo meu agradecimento a cada um de vocês. Por tudo que foi realizado até aqui e tudo que ainda virá. Saibam que nós seguimos na luta por uma polícia estruturada, humana e consciente do seu papel perante a sociedade.

Encerro minha fala com uma frase do polímata Rui Barbosa, que diz “Não há nada mais relevante para a vida social que a formação do sentimento de Justiça”. Que tenhamos esse sentimento entranhado na nossa essência, fazendo valer e honrando a profissão que escolhemos. Obrigado!''