Notícias

Polícias Civil e Militar prendem cinco pessoas e apreendem dois adolescentes com arma de fogo, drogas e dinheiro, em Urucará

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da 45ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Urucará, sob o comando do delegado Mauro Canale, titular da unidade policial, em operação conjunta com policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar (BPM), prendeu no lugar, no último sábado (29/12), cinco pessoas e apreendeu dois adolescentes, de 16 e 17 anos, com arma de fogo e 300 trouxinhas de oxi. Com o bando os policiais encontraram, ainda, 21 aparelhos celulares, 11 relógios e uma balança de precisão.


Dois adolescentes apreendidos e cinco presos (Foto: Divulgação)
 

De acordo com a autoridade policial, o flagrante aconteceu em uma casa localizada na rua Andiroba, bairro Cafezal, naquele município, distante 261 quilômetros em linha reta da capital. Agnaldo Ribeiro da Silva, 22; Antônio José Ribeiro de Lima, 20; Cristiano Pinto de Andrade, 21; Eliane Silva pontes, 38, e Nilciane Correa Simões, 25, foram presos no imóvel, onde os adolescentes também foram encontrados e apreendidos.
 

Material apreendido (Foto: Divulgação)

“O grupo estava sendo investigado há cerca de cinco meses. No último sábado, após termos certeza da existência de droga no local, resolvemos fazer a abordagem. No lugar encontramos os infratores embalando a substância ilícita para comercialização. Durante as buscas na residência encontramos uma arma de fogo, cerca de 300 trouxinhas de oxi, 21 celulares, 11 relógios, R$ 721,90 em espécie, material para preparo e embalo da droga, carregadores de celulares e uma balança de precisão”, explicou Canale.

Agnaldo, Antônio, Cristiano, Eliane e Nilciane foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores. Os cinco indivíduos irão permanecer na carceragem da 45ª DIP, aguardando decisão da Justiça. Os dois adolescentes irão responder por ato infracional análogo aos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. A dupla ficará à disposição do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM). 

Comentários