Notícias

Operação Parintins 2018: Polícia Civil apresenta balanço do primeiro dia de festa sem ocorrências de grande porte

Durante o primeiro dia do 53º Festival Folclórico de Parintins, município distante 369 quilômetros em linha reta da capital, a Polícia Civil do Amazonas registrou dois flagrantes na 3ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) e apenas um Boletim de Ocorrência (BO) no posto Delegacia Especializada em Crimes contra o Turista (DECCT), montada no Terminal Hidroviário de Parintins, situado na  rua Vieira Júnior, bairro Centro, daquele município.

(Foto: Lana Honorato)

Na 3ª DIP, as equipes do plantão realizaram registro de dois flagrantes, sendo um por roubo e outro por violência doméstica. Ao longo de sexta-feira, no posto da DECCT, os policiais civis registraram um BO por perda ou extravio de documentos. Na sala da Polícia Civil, montada nas dependências do Bumbódromo, foram registrados dois Termos Circunstanciado de Ocorrência (TCO), sendo um por desacato e outro por constrangimento.

(Foto: Lana Honorato)

O coordenador da operação “Parintins 2018" pela Polícia Civil e delegado-geral adjunto da instituição, Antonio Chicre Neto, destacou que o baixo número de ocorrências é devido ao planejamento operacional das polícias Civil e Militar.

“Destaco que a Polícia Civil está operando em Parintins desde o último dia 21 de junho, com operações pontuais de cumprimentos de mandados de busca e apreensão e prisões. Estamos também equipes de policiais nas ruas de Parintins cujo objetivo é combater o tráfico de drogas, roubos e furtos, tirando de circulação infratores que, aproveitando a aglomerações de pessoas na cidade, praticam diversos delitos achando que as polícias não estão atentas a esses crimes”, disse Chicre Neto.

Perícia- Os trabalhos na 3º DIP de Parintins também receberam reforço de peritas do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) do Amazonas para auxiliar nos procedimentos realizados na unidade durante o período festivo.

(Foto: Lana Honorato)

Até este sábado (30/6), dois veículos, um porção pequena de maconha e três laudos de violência doméstica foram emitidos pelas peritas Fátima Costa e Marilene Menezes.

“O trabalho da perícia criminal e legista é de suma importância, uma vez que são auxiliares da autoridade policial judiciária na confecção dos laudos que são base para dirimir qualquer dúvida em relação ao crime praticado”, explicou o delegado Chicre.

(Foto: Lana Honorato)

A exemplo disso, na quinta-feira (28/6), a perita legista realizou a exumação de um corpo para finalização de um Inquérito Policial (IP) do ano de 2017. Na ocasião, uma criança de 5 anos foi atingida por uma bala perdida. Na época em que ocorreu o delito, um homem foi atingindo por dois disparos de armar de fogo. A suspeita é de que ele tinha envolvimento com o tráfico de drogas.

(Foto: Lana Honorato)

As ações realizadas pela Polícia Civil em Parintins fazem parte do cronograma de atividades policiais em torno da operação “Parintins 2018", montada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM). Este ano, os trabalhos na Ilha Tupinambarana visam coibir práticas criminosas, além de proporcionar mais segurança aos moradores e visitantes daquele município durante o Festival Folclórico.

Unidades policiais - Na última quinta-feira (28/6), os plantões da 3ª DIP, em Parintins, foram reforçados para atender a população durante os dias que serão realizados o 53º Festival Folclórico do município. Situada na rua Irmã Cristine, segunda etapa do bairro Itaúna, os plantões da 3ª DIP, com duração de 24h cada, conta com o trabalho de um delegado, dois escrivães e seis investigadores, em cada escala de plantão.

Também na última quinta-feira deu início às atividades no posto da DECCT, no Terminal Hidroviário de Parintins. Os servidores da instituição irão trabalhar no posto policial de 8h às 17h. Após esse horário, as ocorrências podem ser registradas na sede da 3ª DIP.

Ações complementares – Ainda na primeira noite do Festival Folclórico de Parintins, servidores da instituição realizaram, no Bumbódromo, a distribuição de folders e abanadores com dicas de segurança, endereços e telefones dos postos de atendimento da instituição na Ilha Tupinambarana. Esta ação tem como objetivo demonstrar a população que as autoridades competentes estarão trabalhando para assegurar uma diversão tranquila e segura para todos.

Comentários