Notícias

Polícia Civil prende mandante de homicídio que aconteceu no dia 31 de maio deste ano, no bairro Cidade Nova

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Jeff David Mac Donald, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falou na tarde desta terça-feira (12/6), durante coletiva de imprensa realizada às 15h, no prédio da especializada, sobre o cumprimento de mandado de prisão temporária, com prazo de 30 dias, por homicídio, em nome de Adrison Patrik Albarado Nunes, 24, conhecido como “Babão”, mandante da execução de Durval Elias da Silva Filho. A vítima tinha 41 anos.

Adrison Patrik Albarado Nunes (Foto:Lana Honorato)

Jeff Mac Donald explicou que o crime aconteceu na madrugada do dia 31 de maio deste ano, na casa onde a vítima morava, situada na avenida Itapiraba, bairro Cidade Nova, zona norte da capital. Momentos antes do delito, a vítima estava em um bar naquela área da cidade, quando houve uma discussão entre Durval e “Babão”. Em seguida, a vítima deixou o estabelecimento, mas acabou perseguida pelo infrator e outros indivíduos.

“A vítima morava em uma invasão. “Babão” por ser considerado um dos traficantes da Comunidade Alfredo Nascimento queria se livrar da vítima e ficar com o terreno dela para obter dinheiro com isso. No dia do crime eles iniciaram uma discussão sobre o terreno e, em seguida, o infrator apontou uma arma de fogo em direção à vítima, que foi atingida, ainda, com duas coronhadas no rosto. Após a agressão, Durval saiu correndo até a casa dele, mas foi perseguido pelos infratores e veio a óbito por espancamento”, relatou Mac Donald. 

O delegado afirmou, ainda, que três elementos participaram ativamente do homicídio de Durval, a mando de “Babão”. Conforme Mac Donald, ao longo das investigações ele representou à Justiça o pedido de prisão temporária em nome de Adrison. A ordem judicial em nome do infrator foi expedida no dia 4 de junho deste ano, pela juíza Careen Aguiar Fernandes, no Plantão Criminal.

“Adrison não tinha endereço físico, então realizamos campanas em alguns lugares da capital. Foi dessa forma que conseguimos efetuar a prisão dele na tarde de segunda-feira (11/6), por volta das 13h30, em via pública, na Comunidade Alfredo Nascimento, bairro Cidade de Deus, zona norte da capital”, disse o delegado.

Reincidente - Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) foi constatado que Adrison já tinha passagem pela polícia por dois homicídios e também receptação. Dessa vez ele foi indiciado por homicídio. O infrator ficará custodiado nas dependências do prédio da especializada, até o término dos procedimentos cabíveis em torno do caso.
 

Comentários