Notícias

Polícia Civil prende trio envolvido em roubos a motoristas de aplicativo de transporte urbano privado em Manaus

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), sob o comando do delegado Rafael Allemand, titular da unidade policial, cumpriu na manhã de segunda-feira (12/3), mandados de prisão preventiva por roubo majorado e associação criminosa em nome de Waylla Jhonafarrieli Albuquerque Lima, 19, e Wellington de Miranda Silva, 23. Durante a ação, a equipe da Derfv recapturou Ilmar Cleiton da Rocha Tinoco, 25, conhecido como “Charada”, foragido desde 2017 do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), onde cumpria pena por roubo.

Trio envolvido em roubos a motoristas de aplicativo. (Foto: Lana Honorato)

Conforme a autoridade policial, as investigações em torno do caso tiveram início após delações feitas ao disque-denúncia da unidade policial (92) 99110-1763. De acordo com Allemand, os infratores planejavam roubar, na tarde de segunda-feira (12/3), um motorista de aplicativo de transporte urbano privado. O delegado informou, ainda, que os policiais civis apreenderam em posse de “Charada” um simulacro de arma de fogo que seria utilizado na ação criminosa.

Delegado Rafael Allemand, titular da Derfv (Foto: Lana Honorato)

“Nós chegamos até o trio após delações feitas por vítimas distintas, relatando o mesmo modo de operação dos infratores. Waylla fazia a solicitação pelo aplicativo. Eles entravam no veículo, ela no banco do carona e Wellington, atrás. Em determinado trecho da viagem, um terceiro elemento, geralmente Ilmar, aguardava os comparsas e entrava no veículo, anunciando o roubo em seguida. Conseguimos, ao longo das investigações, frustrar mais um roubo que eles iriam cometer naquela tarde e efetuar as prisões deles”, declarou o delegado.

Material apreendido. (Foto: Lana Honorato)

Conforme o titular da Derfv, um quarto integrante do grupo criminoso, identificado como Josué Silva Sato, está foragido e continua sendo procurado pela polícia. A quadrilha era especializada em roubos à veículos e após cometer os delitos, revendia as peças dos carros para receptadores, que estão sendo investigados.

Ilmar, Waylla e Wellington foram indiciados por associação criminosa. Waylla e Wellington serão indiciados, ainda, por roubo majorado. Após os procedimentos cabíveis na especializada, Waylla será encaminhada ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF). Já Wellington e Ilmar serão levados ao Centro de Recebimento e Triagem (CRT) do Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro oito da rodovia federal BR-174.

  

Waylla, Ilmar e Wellington (Foto: Lana Honorato)

Reincidente

A autoridade policial ressaltou que Waylla já havia sido presa pela equipe de investigação da Derfv no dia 26 de fevereiro deste ano. Na ocasião, a infratora e o companheiro dela, Flávio José Garcia de Matos Júnior, foram presos em flagrante por roubo a um motorista de aplicativo de transporte privado urbano. Ela foi liberada em Audiência de Custódia.

Comentários