Notícias

Delegado-geral e diretor do IIACM recebem comitiva indígena e acatam proposta de emissão de RGs apresentada

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado-geral da instituição, Mariolino Brito, recebeu na manhã desta quinta-feira (8/2), por volta das 10h30, nas dependências da Delegacia Geral, visita de cortesia de lideranças indígenas. A reunião, segundo a autoridade policial, teve por objetivo a criação de um projeto que viabilize a emissão de Registro Geral (RG) para índios de distintas etnias que residem na capital.

Imagem feita durante reunião (Foto: Robson Adriano)

O encontro reuniu o diretor do Instituto de Identificação Aderson Conceição de Melo (IIACM), perito criminal Jorge Saraiva; o cacique Adriel Kokama; o membro da Comissão de Direitos Indígenas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM), Izael Gonçalves, dentre outros líderes indígenas.

Autoridades presentes (Foto: Robson Adriano)

  “Atualmente o índio dispõe do Registro Administrativo de Nascimento de Indígena (Rani), mas, ao residir na cidade, é preciso ter os documentos básicos e necessários, como Certidão de Nascimento e o Registro Geral. Desta forma, não passaremos por transtornos e conseguiríamos nos regulamentar na capital”, argumentou Kokama.

Cacique Adriel Kokama (Foto: Robson Adriano)

Gonçalves enfatizou que, além da emissão do RG, seria interessante constar no documento qual etnia o índio pertence, para facilitar a identificação da linhagem dele. “A exemplo do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) que, por meio de um provimento idealizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), onde consta na Certidão de Nascimento do indígena o grupo étnico ao qual pertence, então, também, seria interessante na identidade constar essa indicação”, pontuou Izael.

Membro da Comissão de Direitos Indígenas da OAB-AM, Izael Gonçalves (Foto: Robson Adriano)

O diretor do IIACM salientou que será montado um calendário para a emissão dos documentos solicitados, a fim de atender à solicitação feita. “A Polícia Civil vai atender a demanda dos indígenas mas, a princípio, eles terão que procurar os cartórios para a emissão da Certidão de Nascimento, que muitos ainda não possuem. Será montado um calendário para organizar os atendimentos. Possivelmente vamos deslocar uma equipe para realizar um mutirão de emissão”, declarou Saraiva. 

 

 

(Fotos: Robson Adriano)

 

Comentários