Notícias

Equipe do Pró-Vida é convidada para participar de curso de prevenção às drogas oferecido pela SSP-AM

A equipe do Programa de Prevenção, Revisão, Orientação, Vida, Independência, Dignidade e Amor (Pró-Vida), mantido pela Polícia Civil do Amazonas, participou ao longo da primeira semana de outubro, do curso de extensão universitária de prevenção ao uso de drogas lícitas e ilícitas, oferecido pela Secretaria de Estado e Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio de uma ação chamada ‘Previne’.

O treinamento foi realizado nas dependências do Centro de Reabilitação em Dependência Química (CRDQ) Ismael Abdel Aziz, situado no quilômetro 53 da rodovia estadual AM-010, e aconteceu ao longo dos dias 4, 5 e 6 deste mês, com início às 8h30, seguindo até as 13h.

Pessoas que participaram do treinamento (Foto: Divulgação)

Na ocasião, as equipes da SSP-AM, juntamente com o investigador de Polícia e coordenador do Pró-Vida Renato Elias, e a assistente social Ana Leila Gazel, que também integra a equipe do programa Pró-Vida, abordaram os temas ‘Drogas lícitas e ilícitas’, ‘Lei de entorpecentes’, ‘Família’ e ‘Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs)’ durante palestras direcionadas a gestores e funcionários do CRDQ Ismael Abdel Aziz.

De acordo com o coordenador Renato Elias, o curso tem como objetivo capacitar pessoas para que possam falar sobre os temas abordados. “Capacitando essas pessoas, todo o conteúdo de prevenção poderá ser multiplicado, gerando novas pessoas preparadas para falar sobre os assuntos abordados, pois esse curso traz um reconhecimento para todos que participam. Ao final das palestras, os participantes receberam certificados, emitidos pela Universidade Nilton Lins, responsável pela carga horária do curso”, destacou.
Sobre o programa

Renato Elias coordenador do programa (Foto: Divulgação)

O Pró-Vida é um programa social mantido pela Polícia Civil do Amazonas há 19 anos. Criado em 22 de julho de 1998, tem por objetivo trabalhar ações preventivas de combate às drogas na capital e no interior do Estado. O programa atende instituições de todos os segmentos, como as Forças Armadas, empresas, comunidades, igrejas e escolas.

Comentários