Notícias

Polícia Civil prende 68 pessoas e apreende nove adolescentes durante a operação Capital Segura 5, deflagrada na capital

O delegado-geral da Polícia Civil do Amazonas, Frederico Mendes; o delegado-geral adjunto da instituição, Ivo Martins, e o diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), delegado Geraldo Eloi, divulgaram na manhã desta sexta-feira, dia 29, durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, no prédio da Delegacia Geral, o balanço da operação “Capital Segura 5”, iniciada na última quarta-feira, dia 27, e concluída na manhã de hoje, em todas as zonas de Manaus, que culminou nas prisões de 68 pessoas e nas apreensões de nove adolescentes, envolvidos em crimes distintos, como homicídio, estupro, tráfico de drogas, associação para o tráfico e roubo.

Presos durante operação (Foto: Erlon Rodrigues)

A coletiva de imprensa contou com a presença do secretário de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), Carlos Alberto Andrade. De acordo com o diretor do DPM, durante a ação foram cumpridos 41 mandados de prisão e 36 de busca e apreensão. Participaram dos trabalhos policiais civis lotados nas seis Seccionais de Manaus, nos 30 Distritos Integrados de Polícia (DIPs) da capital, Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP), Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) e Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM).

Operação "Capital Segura 5" (Foto: Erlon Rodrigues)

No total, desde quarta-feira até a manhã de hoje, foram cumpridos 41 mandados de prisão pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas, roubo, descumprimento de medida protetiva, estupro de vulnerável e estupro. Trinta e seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos, resultando nas prisões de 27 pessoas em flagrante, por crimes como tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse irregular de arma de fogo, receptação qualificada, falsificação de documento público, estelionato e furto qualificado. Nove adolescentes foram apreendidos em cumprimento a mandados de busca e apreensão.

“A Polícia Civil está tirando das ruas pessoas que têm cometido crimes de natureza grave. Essa é a meta da SSP-AM e da Polícia Civil do Amazonas, fazer essa repressão qualificada, levando para as unidades prisionais essas pessoas com potencial para cometer crimes novamente. Vale destacar que as ações das Polícias Civil e Militar têm reduzido significativamente os números de delitos na capital, tendo como base os meses de agosto e setembro deste ano. Em agosto tivemos 105 ocorrências de homicídios e em setembro foram registrados 59 novos casos, ou seja, uma redução que ultrapassa os 40%”, destacou o secretário da SSP-AM, Carlos Alberto Andrade.

Secretário da SSP-AM, Carlos Alberto Andrade. (Foto: Erlon Rodrigues)

O delegado-geral enfatizou que a Polícia Civil está empenhada em retirar de circulação infratores que cometeram e ainda cometem crimes na cidade. “A Polícia Civil, desde o último dia 27 de setembro, está empreendendo a quinta fase da operação “Capital Segura”, que é uma ação que visa diminuir o índice de criminalidade na capital. Quero agradecer a população que colabora com os trabalhos da polícia, por meio de denúncias. Nós iremos empreender esse tipo de operação cada vez mais na cidade e, também, iremos estender ao interior do Estado. Iremos deflagrar ações como essa nos municípios da Região Metropolitana de Manaus e municípios mais longínquos, pois o objetivo da Polícia Civil é levar segurança a todos”, pontuou Frederico Mendes.

Diretor do DPM, Geraldo Eloi (Foto: Erlon Rodrigues)

Geraldo Eloi enfatizou, ainda, como foi realizada a programação para deflagrar a operação “Capital Segura 5”, em todas as zonas da cidade. “Nós tivemos uma semana de planejamento. Foi um trabalho coordenado pelo DPM e realizado em conjunto com as Seccionais, os DIPs e  Especializadas, utilizando todo o nosso efetivo. Com essa operação tivemos um resultado muito positivo. A Polícia Civil está trabalhando para mostrar à população os trabalhos realizados pela instituição, de prevenção e repressão ao crime na capital”, argumentou o diretor do DPM. 

Prisões de destaque

A equipe de investigação do 8º DIP, sob o comando do delegado Demetrius Queiroz, titular da unidade policial, prendeu em flagrante os foragidos da Justiça Marcelo Felipi Vieira da Silva, 21; Elias Brasil Silva, 29, e Walciney Guedes dos Santos, 23, por tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e associação criminosa. O fato ocorreu na manhã de ontem, dia 28, por volta das 10h30, na Rua Doutor Portfólio, bairro Santo Agostinho, zona Oeste da capital.

Com os infratores os policiais civis apreenderam uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 38 da marca Taurus, seis munições de calibre 12, doze munições de calibre 38, além de 63 trouxinhas de substâncias ilícitas, sendo 45 de oxi e 18 de maconha do tipo skunk. Marcelo responde na Justiça por roubo majorado e corrupção de menores. Já Elias por roubo, porte ilegal de arma e tráfico de drogas. Walciney por tráfico de drogas e William por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Audácia

Na tarde da última quarta-feira, dia 27, a equipe de investigação do 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), coordenada pelo delegado Danilo Bacarin, titular da unidade policial, prendeu Valdeli da Silva Nascimento, 40, em cumprimento a mandado de prisão preventiva por estupro e roubo majorado. De acordo com Bacarin, na madrugada do dia 18 de julho deste ano o infrator entrou em uma residência, localizada na segunda etapa do bairro Alvorada, zona Centro-Oeste da cidade, e cometeu os crimes.

“Fazendo uso de uma faca, Valdeli invadiu o imóvel e encontrou uma mulher de 33 anos dormindo em um dos cômodos da casa. Ele a estuprou e a ameaçou de morte. Do lugar o infrator ainda roubou o celular da vítima, joias e R$ 50 em espécie. Após a ação criminosa, o homem acessou o perfil da vítima em uma rede social e chegou a curtir várias fotos dela. A mulher, ao reconhecê-lo como autor do estupro e roubo, nos procurou para relatar o que estava acontecendo”, disse Bacarin.

 Após os procedimentos legais, os 39 homens presos em cumprimento a mandados de prisão serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM). Duas mulheres presas em cumprimento a mandados de prisão serão conduzidas ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF).  Os 27 presos em flagrante serão levados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona Sul da cidade. Já os nove adolescentes apreendidos foram levados para a Deaai, onde foram realizados os procedimentos cabíveis.

Comentários