Notícias

Alunos de escola no bairro Coroado são contemplados com palestras de programa social mantido pela Polícia Civil

Representantes do Programa de Prevenção, Revisão, Orientação, Vida, Independência, Dignidade e Amor (Pró-Vida), mantido pela Polícia Civil do Amazonas, ministraram nos dias 21, 22, 25, 26 e 27 deste mês palestras que abordaram os temas: prevenção às drogas, qualidade de vida, segurança, bullying, gravidez na adolescência, abuso e exploração sexual, direcionadas a estudantes dos Ensinos Fundamental e Médio da Escola Estadual Deputado Josué Claudio de Souza.

Alunos em palestra do Pró-Vida (Foto: Divulgação)

A iniciativa faz parte do projeto “Voz Ativa”, idealizado por  alunos do 1º ano do Ensino Médio da instituição de ensino, que está situada na Avenida Beira Rio, bairro Coroado, zona Leste da capital. Conforme os estudantes, a ideia surgiu após um homicídio ocorrido naquela região, no dia 11 de julho deste ano.

“O projeto “Voz Ativa” tem por finalidade levar informação aos estudantes, de forma preventiva, para que a criminalidade seja combatida no bairro Coroado. Como parte das atividades do “Voz Ativa” a equipe do “Pró-Vida” foi convidada para palestrar e levar orientação aos alunos”, declarou o investigador de Polícia Renato Elias, coordenador do “Pró-Vida”.

Os encontros na escola reuniram alunos e funcionários da instituição. Durante os cinco dias de atividades, cerca de 980 estudantes prestigiaram as palestras. “O corpo docente da escola foi bastante receptivo. As palestras foram produtivas, os participantes interagiram e nós ficamos muito satisfeitos com o resultado do nosso trabalho, pois todas as atividades que vêm sendo desenvolvidas são realizadas com dedicação e amor, pois me identifico bastante com a causa”, disse Elias.

 (Foto: Divulgação)

Sobre o programa

O Pró-Vida é um programa social mantido pela Polícia Civil do Amazonas há 19 anos. Criado em 22 de julho de 1998, tem por objetivo trabalhar ações preventivas de combate às drogas na capital e no interior do Estado. O programa atende instituições de todos os segmentos, como as Forças Armadas, empresas, comunidades, igrejas e escolas. 

Ações Futuras

Segundo Renato Elias, a equipe está animada em poder contribuir com o projeto “Voz Ativa”, que será levado para outras cinco escolas daquela área. “Iremos abordar os malefícios causados pelo uso de drogas e trazer à tona discussões relacionadas a questões sociais, como o alcoolismo, gravidez precoce e exploração sexual”, concluiu o coordenador do “Pró-Vida”.

Comentários