Notícias

Equipe do 4º DIP prende homem por roubo e violência doméstica contra ex-companheira na zona Leste

Delegado titular da unidade policial, Ricardo Cunha (Foto: Erlon Rodrigues)

Policiais civis do 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob o comando do delegado titular da unidade policial, Ricardo Cunha, cumpriram na tarde de sexta-feira, dia 28, por volta das 17h30, em uma residência localizada no bairro Grande Vitória, zona Leste da capital, mandado de prisão preventiva em nome de Cristiano da Silva Soares, 25, conhecido como “Totó”, por roubo com contexto em violência doméstica.

Prisão preventiva em nome de Cristiano da Silva Soares, 25, conhecido como “Totó”, por roubo com contexto em violência doméstica. (Foto: Divulgação)

Conforme o delegado titular, “Totó” estava foragido desde 2016, após a ex-companheira dele se dirigir à unidade policial para notificar ameaças que estava recebendo de Cristiano. “O mandado de prisão foi representado pelo 4º DIP após a vítima procurar o distrito policial e informar ameaças e agressões sofridas por ela. Cristiano estava tentando reatar o relacionamento e, quando obteve a reposta negativa, subtraiu o celular da vítima e a empurrou, causando lesões na cabeça e no braço dela”, explicou.
Segundo Ricardo Cunha, o mandado de prisão preventiva roubo com contexto em violência doméstica em nome de Cristiano foi expedido no dia 15 de setembro de 2016, pela juíza Patrícia Macêdo de Campos, do Juízo de Direito da Central de Plantão Criminal da Comarca de Manaus. Após denúncias anônimas informando a localização de “Totó”, a equipe se dirigiu até o local para cumprir o mandado de prisão preventiva.

De acordo com a autoridade policial, durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), os policiais civis verificaram que o infrator possui outros Boletins de Ocorrência (BOs) em nome dele e constataram que “Totó” é contumaz na prática de crimes no contexto da violência doméstica. “Ele é conhecido da polícia, tendo contra ele alguns boletins de ocorrência, dentre eles os de furto, estelionato e outros crimes relacionados à violência doméstica” ressaltou.

Cristiano foi indiciado por roubo com contexto em violência doméstica. Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Comentários