Notícias

Em aula inaugural de formação de cabos e sargentos da PM, governador José Melo anuncia concursos públicos e novos investimentos para a segurança pública do Amazonas

Tendo a segurança pública do Estado como um de seus principais focos, na manhã desta segunda-feira, 30 de janeiro, o governador José Melo realizou a abertura da aula inaugural da primeira turma dos cursos de formação de cabos e sargentos da Polícia Militar do Amazonas (PMAM). Ele aproveitou a oportunidade para anunciar investimentos para o setor, que ainda este ano, deverá realizar concursos públicos para as policias e Corpo de Bombeiros.

A graduação lançada no auditório Nina Lins, da Universidade Nilton Lins, no Parque das Laranjeiras, zona centro-sul da cidade será feita por 251 policiais militares. “Na Polícia, você tem que ter estrutura, armamento e pessoal, mas sobretudo temos de ter adestramento e conhecimento. Uma força de policiamento com este formato e preparada desta forma é um ser presente na sociedade e vai poder servir melhor os cidadãos de bem, que pagam impostos, mas é também uma polícia preparada para ser dura com quem tem de ser, aqueles que escolheram não viver em comunhão com a sociedade. Essa é a Polícia que estamos aprimorando. Hoje é com a PM, amanhã a Polícia Civil e os demais órgãos de segurança”, afirmou o governador.

Ao lado do comandante-geral da Polícia Militar, Coronel David Brandão, José Melo anunciou concursos públicos para três órgãos das forças de segurança. “Nós vamos fazer, ainda esse ano, um concurso público para a PM, PC e Corpo de Bombeiros. Os três comandos já estão analisando a quantidade de vagas necessárias”, explicou. De acordo com o chefe de Estado, as vagas deverão ser destinadas para as patentes mais baixas, para garantir as promoções dos membros mais antigos das corporações.

O governador ainda anunciou investimentos e novidades dentro da administração. Ele garantiu que o valor de R$ 180 milhões, que serão repassados pelo Governo Federal em abril, oriundo de verbas repatriadas, serão totalmente investidos na segurança. O fardamento dos policiais também foi alvo de novidades. “A partir do próximo ano, os próprios militares comprarão suas fardas com o dinheiro que depositaremos direto nas suas contas, assim como fazemos com o valor da alimentação”, completou.

Formação – os cursos lançados nesta segunda-feira são destinados à formação de Cabos PM, Sargentos PM e aperfeiçoamento de Sargentos de 2017 da Corporação. Para todas as graduações, o objetivo é o preenchimento de vagas aos postos à policiais militares que não possuam o curso de formação, exigido para os casos de promoções na carreira policial. Para a função de Cabos PM, àqueles que não têm o devido treinamento para a função. Para Sargentos, o curso se destina à 3º Sargentos; e para o aperfeiçoamento de Sargentos, os 2º Sargentos que não têm o CAS.

“O aprimoramento técnico é fundamental para a melhoria dos nossos serviços e não é a única medida que vamos adotar. Estamos cada vez mais presentes na rua. Nós inclusive estamos com o mínimo do nosso administrativo funcionando para garantir contingente e maior sensação de segurança nas ruas e garantir que a população seja muito bem servida”, afirmou o comandante-geral da Polícia Militar, Coronel David Brandão.

O curso tem duração de 54 dias, sendo as duas semanas presenciais e dois meses na modalidade de ensino à distância (EAD). Na abertura da formação, Brandão ministrou aula com o tema “O aperfeiçoamento e a capacitação da Polícia Militar”.

Comentários