Notícias

Equipe da Derfd apresenta dupla envolvida em tentativa de latrocínio ocorrida neste mês, na zona Centro-Oeste da cidade

Delegado Denis Pinho, adjunto da Derfd (Foto: Erlon Rodrigues)

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Denis Pinho, adjunto da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), falou na manhã desta terça-feira, dia 30, durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, no prédio da especializada, na zona Centro-Oeste da cidade, sobre as prisões de Francisco Tavares dos Santos, 19, e Michael George dos Reis Pina, 20, envolvidos em tentativa de latrocínio que teve como vítima um autônomo de 40 anos. O crime ocorreu na noite do dia 18 de agosto deste ano, por volta das 18h30, na Avenida Torquato Tapajós, bairro da Paz, zona Centro-Oeste da capital.

Francisco Tavares dos Santos, 19, e Michael George dos Reis Pina, 20 (Foto: Erlon Rodrigues)

De acordo com o delegado, a dupla foi presa, juntamente com uma mulher de 21 anos, por policiais militares da Força Tática. O fato aconteceu na última quinta-feira, dia 25, na Avenida Coronel Teixeira, bairro Ponta Negra, zona Oeste. Na ocasião, o trio foi conduzido ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, porte ilegal de armas de fogo de uso restrito, receptação e falsa identidade.

Após os trâmites realizados no 19º DIP, Francisco e Michael foram encaminhados à Derfd para prestar esclarecimentos em torno do caso de tentativa de latrocínio. “Quando eles chegaram na especializada acabaram confessando, em depoimento, a autoria da tentativa de latrocínio. Eles revelaram, ainda, a participação de duas jovens no crime: Brenda Alessandra da Silva Rodrigues, 19, e Isabelly Mayse Braga Rodrigues, 23, que estão sendo procuradas pela polícia”, declarou o adjunto da Derfd.

Brenda Alessandra da Silva Rodrigues, 19

Isabelly Mayse Braga Rodrigues, 23

Durante a coletiva de imprensa Denis Pinho informou que no dia da tentativa de latrocínio Francisco, Michael e as duas jovens abordaram o autônomo e levaram da vítima uma motocicleta modelo Honda CB 300, de cor preta e placa NOT - 7092, relógio e cordão de ouro. Ao longo da ação criminosa Francisco efetuou um disparo de arma de fogo que atingiu a mão e a cintura do homem. O autônomo foi conduzido ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na zona Centro-Sul da cidade, onde foi submetido a dois procedimentos cirúrgicos e já recebeu alta hospitalar.

Pinho destacou que a equipe da Derfd vinha investigando os indivíduos e já tinha identificado todos os envolvidos no delito. Contudo, eles acabaram sendo presos em flagrante por policiais militares pela prática de outros crimes. O delegado explicou as circunstâncias da tentativa de latrocínio.

“As investigações apontam que Brenda negociou com a vítima a compra de um cordão de ouro e de um relógio em um site de compra e venda de produtos. No dia do delito, os quatro infratores estavam em um carro roubado. Isabelly dirigia o veículo, Brenda serviu de isca. Já Francisco e Michael estavam, cada um, em posse de arma de fogo. Eles subtraíram o cordão de ouro e o relógio que seriam negociados, além da motocicleta da vítima. Não satisfeitos, Francisco ainda alvejou o autônomo”, disse Denis Pinho.

Francisco e Michael foram indiciados por latrocínio tentado e associação criminosa armada. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da especializada a dupla será conduzida à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça. Conforme o adjunto da Derfd, Isabelly e Brenda também serão indiciadas pelos mesmos crimes que os comparsas. O delegado ressaltou ainda que já representou, junto à Justiça, as prisões preventivas de ambas.

Quem puder colaborar com informações que levem aos paradeiros de Brenda Alessandra da Silva Rodrigues e Isabelly Mayse Braga Rodrigues, entrar em contato com a equipe da Derfd pelo número do dique-denúncia da especializada: (92) 99148-5290. Delações também podem ser feitas ao número 181, da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM). “Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, afirmou Denis Pinho.

Comentários