Notícias

Polícia Civil prende homem por homicídio duplo e mulher que assassinou comparsa

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), apresentou na manhã desta quinta-feira (31), Silas Alves da Silva, 23, preso por policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), em via pública, no bairro Aliança com Deus, Zona Norte de Manaus. O homem é indicado como autor de um duplo homicídio ocorrido em junho de 2013.

Silas Alves da Silva

Na mesma coletiva, foi reapresentada Luciana Ferreira da Silva, 34, que já estava detida na carceragem da DEHS, por envolvimento no latrocínio ocorrido em um condomínio de alto padrão, situado no bairro Ponta Negra, na Zona Oeste. A mulher foi identificada como autora de um homicídio cometido no início do mês.

De acordo com o Delegado Titular da DEHS, Paulo Martins, Silas seria autor de um homicídio duplamente qualificado, tendo como vítimas Robson da Silva Franco e Guedes Ferreira da Silva, ocorrido em 27 de junho de 2013, na rua Vinte e Sete de Outubro, bairro da Paz, na Zona Centro-Oeste de Manaus. Contra ele havia um mandado de prisão preventiva em aberto, expedido no dia 2 de julho deste ano, pelo Juiz de Direito da 3ª Vara do Tribunal do Júri, Mauro Antony.

O homem também é investigado por um outro homicídio, que aconteceu dia 28 em janeiro de 2014, em um posto de lavagem de veículos, situado no bairro Redenção. A vítima identificada por Willian Elias de Souza, o “Neném”, teria sido morta por Silas com oito tiros.

Em depoimento ele negou o homicídio duplo, no entanto, como o crime ocorreu em via pública, testemunhas confirmaram que o flagranteado foi autor dos disparos. Ao ser interrogado pela morte de Willian, ele ficou em silêncio.

Silas foi indiciado por homicídio (Art. 121 do Código Penal Brasileiro). Ao término dos procedimentos legais, será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde deverá aguradar desisão da justiça.

Outro caso

Também foi rapresentada, Luciana Ferreira da Silva, 34, apontada como mentora do homicídio de Silvio Henrique Batista Sales, 31, ocorrido no dia 9 deste mês, no ramal Água Brancas, localizado no quilômetro 30, da Rodovia AM-010.

A mulher havia sido presa na última sexta-feira (25), por investigadores da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), por envolvimento no latrocínio ocorrido dia 16 desse mês, no Condomínio Jardim Europa, no bairro Ponta Negra. A partir daí, ela foi conduzida à DEHS, onde estava sendo investigada por outros crimes.

 

Por meio das análises, os investigadores encontraram no celular pertencente à ela, imagens feitas do momento em que ela atirou em Silvio, na presença de mais três pessoas. No depoimento, a Luciana confessou o crime e disse que o motivo seria um desentendimento por uma dívida de R$ 3 mil que a vítima possuía com ela. Os dois estariam habituados a realizar roubos juntos e no dia do crime atraiu Silvio, que seria seu comparsa, sob o pretexto que cometeriam mais um delito. Os outros envolvidos estão sendo investigados.

Luciana foi indiciada por homicídio e após a realização dos procedimentos cabíveis na unidade policial, ela será encaminhada à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde aguardará decisão da justiça.

Comentários