Notícias

Dezesseis peritos do Instituto de Criminalística (IC) participaram na manhã desta segunda-feira (5), de 8h ao meio-dia, do Curso Prático para Manuseio de Câmeras Fotográficas adquiridas por meio de convênio firmado em 2012 pela Secretaria de Segurança Púb

Dezoito medalhas de ouro, quatro de prata e duas de bronze. Esse foi o total de medalhas conquistadas pelos atletas do projeto “Nandinho” na modalidade Jiu-Jítsu durante a 1ª Copa de Manaquiri, realizada no último domingo (4), naquele município, distante 60 km em linha reta de Manaus. No total, 27 atletas saíram da capital amazonense para participar do evento.

No sábado (3), 35 alunos do projeto social competiram na 1ª Copa Social de Jiu-Jítsu, realizada no Ginásio Ninimberg Guerra, no bairro São Jorge, na Zona Oeste. A disputa, segundo os organizadores, tinha por objetivo reunir crianças e adolescentes que fazem parte de iniciativas assistenciais na cidade.

O investigador de Polícia e idealizador do projeto “Nandinho”, Melquisedeque Galvão, disse que o convite para que os atletas participassem das competições partiu dos próprios organizadores, tendo em vista a credibilidade e talento dos alunos do projeto social, que este ano completou três anos de atividades.
 

Histórico

Inicialmente denominado “Ferinhas do Jiu-Jítsu”, o projeto, criado em fevereiro de 2011, passou a ser chamado de “Nandinho” em homenagem ao aluno Fernando de Araújo Corrêa Filho, falecido em 2012. A academia está localizada no Conjunto Oswaldo Frota, bairro Cidade Nova 1, no segundo andar da casa onde “Nandinho” morava. Atualmente mais de 100 alunos, com idades entre 4 a 17 anos, são contemplados pela iniciativa, que leva a assinatura da Polícia Civil do Amazonas.
 

Comentários