Notícias

Delegacia Interativa registra aumento de mais de 20% de Boletins de Ocorrência

Dados são referentes aos meses de março e abril de 2020, pré-pandemia e durante a fase de contágio do novo coronavírus

 

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) registrou, nos meses de março e abril deste ano, aumento de quase 22% em Boletins de Ocorrência (BOs) feitos por meio da Delegacia Interativa (DI). Nesses dois meses, a plataforma digital teve mais acesso pela facilidade no registro das ocorrências, de casos não emergenciais, além de evitar o deslocamento do público até uma delegacia, evitando aglomerações nas unidades policiais, visando a redução dos riscos de contágio pelo novo coronavírus (Covid-19).

De acordo com gráfico disponibilizado pela unidade policial, no mês de março, considerado pré-pandemia, os registros de BOs na DI foram de 53,33%, diante de 46,67%, nos Distritos Integrados de Polícia (DIPs). Já no mês de abril, esse número saltou para 75,13% na DI, diante de 24,87% nos DIPs.

Ainda conforme os dados disponibilizados pelo delegado André Miura, titular da unidade policial, houve um crescimento de registros de BOs criminais no mês de abril, em relação ao mês de março de 2020, nas ocorrências de abandono do lar, ameaça, calúnia, dano, estelionato, identidade, injúria, invasão de dispositivo informático, lesão corporal e roubo.

De acordo com Miura, a adesão da população ao Boletim de Ocorrência on-line se deve à reestruturação pela qual a página passou recentemente. “Mensalmente, recebemos mais de 16 mil ocorrências, por volta de 500 por dia. Nos últimos seis meses, foram quase 100 mil ocorrências registradas on-line”, revela ele, lembrando que, dos 16 mil BOs, cerca de 3 mil são encaminhados para as delegacias competentes.

Miura comenta ainda que, durante o período da pandemia, a Delegacia Interativa tem registrado todos os tipos de ocorrência. “Estamos trabalhando para facilitar e disponibilizar o melhor atendimento possível. Vale ressaltar que o diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), delegado Alessandro Albino, disponibilizou 38 investigadores para auxiliar na validação e registro de Boletins de Ocorrência”, destacou o titular da DI.

O delegado detalha, também, que as atividades de investigação, de competência da DI, continuam sendo efetivadas dentro do possível. Em abril, por exemplo, em um dia foram encaminhadas à Justiça Estadual dez representações com pedidos de Medidas Cautelares (MCs), a fim de dar andamento às investigações, além da expedição e encaminhamento de diversos ofícios às empresas de serviço telemático digital.

Para a delegada-geral da Polícia Civil do Amazonas, Emília Ferraz, o aumento dos números dos registros de BOs por meio da Delegacia Interativa é bastante positivo. “Com esses dados, constatamos que a população está seguindo as orientações de evitar aglomerações nas unidades policiais, visando a redução dos riscos de contágio pelo novo coronavírus. A plataforma digital está disponível como uma forma de facilitar os registros, uma vez que podem ser feitos de casa ou até mesmo pelo aparelho celular”, destacou ela.

Registros nas delegacias – As unidades policiais da capital e do interior do estado estão funcionando normalmente. Devem ser feitos de forma presencial nas delegacias os casos que demandem urgência no registro de BOs, como: roubos de veículos; homicídios tentados, consumados e remoções de cadáveres; autos de prisão em flagrante; crimes de violência contra a mulher com grave ameaça, lesão corporal, feminicídios tentados ou consumados; casos em que ocorra destruição de provas e que demandem imediata intervenção policial; além de ocorrências configuradas pela autoridade policial como emergenciais.

É orientado que em outros casos, não emergenciais, os BOs sejam realizados pela internet, por meio da Delegacia Interativa.

On-line – Para fazer o registro do BO on-line, o noticiante deve acessar o site da Delegacia Interativa (delegaciainterativa.am.gov.br), selecionar a natureza da ocorrência, selecionar uma categoria e preencher todos os dados necessários. É importante sempre ler todas as observações nas etapas do registro. Nelas estão destacadas as orientações do sistema para cada tipo de ocorrência.

No caso de crimes que não estejam disponíveis na página inicial do portal, é preciso selecionar a opção “Outros tipos de crime” para registrar os BOs, incluindo delitos no âmbito da violência doméstica. Em caso de registro de BOs de “Morte natural”, é necessário informar o nome e o registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) do médico que atestou o fato.

Canais de orientação – Visando a melhoria no atendimento a população, a Polícia Civil do Amazonas também disponibiliza os números (92) 3214-2235 e 3214-2238, de atendimento da Delegacia Interativa, para esclarecer dúvidas que possam surgir durante a confecção do registro do BO.

Comentários