Notícias

Polícia Civil indicia jovem pelo homicídio do próprio tio e prende indivíduo pela receptação de objetos da vítima, em Borba

Policiais civis da 74° Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Borba, sob a coordenação da escrivã Carla Vieira, que está respondendo interinamente pela titularidade da unidade policial, em ação conjunta com policiais militares lotados no município, prenderam, em flagrante, na tarde de terça-feira (11/02), por volta das 15h, Roger Cuntin Campos, 19, pelo homicídio do próprio tio, Bismarckes Costa Pereira, que tinha 30 anos. Durante a ação policial, os policiais também prenderam em flagrante por receptação, Ranilson de Sá Campos, 18, conhecido como “Sapo”.


Material recuperado. (Foto: Divulgação)

Conforme a autoridade policial, a esposa da vítima compareceu na manhã de terça-feira, para registrar um Boletim de Ocorrência (BO) sobre o desaparecimento da vítima. Na ocasião, a mulher informou que Bismarckes saiu no dia 5 de fevereiro deste ano, para pescar com o sobrinho dele no Lago Guajará, situado naquele município, (distante 151 quilômetros em linha reta da capital), e desde então não retornou mais para casa.


Material recuperado. (Foto: Divulgação)

“Nos deslocamos à casa de Roger. Após interrogatório, ele confessou a autoria do crime. Ele disse que convidou o tio para pescar, porém já havia planejado subtrair os objetos que o tio utilizava. Roger relatou que o tio estava ingerindo bebidas alcoólicas e após ele ficar bêbado, o empurrou da canoa e deu dois golpes com o remo na cabeça dele, Bismarckes se afogou e afundou no lago. Após cometer o delito, o infrator vendeu para Ranilson, os objetos que havia roubado, sendo um motor da marca Toyama e duas redes de pesca”, explicou a gestora.

Segundo Vieira, em posse das informações, as equipes seguiram para a casa de Rainison, situada no bairro Recreio, onde conseguiram recuperar os objetos. “Já na manhã desta quarta-feira (12/02), por volta das 6h, policiais civis, militares, agentes da Defesa Civil e da Secretaria de Segurança de Borba, realizaram buscas no lago, mas até o momento não conseguimos localizar o corpo do homem”, disse.

Procedimento – Roger foi indiciado por homicídio. Já Rainison foi autuado em flagrante por receptação. Ao término dos procedimentos cabíveis na 74° DIP, Rainison irá permanecer na carceragem da unidade policial, à disposição da Justiça. Com relação a Roger, a gestora da unidade policial destacou que já foi representado junto à Justiça, mandado de prisão em nome dele pela autoria do crime.

Comentários