Notícias

CCTD realiza Curso de Isolamento e Preservação de Locais de Crime

A Comissão de Capacitação, Treinamento e Desenvolvimento (CCTD) da Polícia Civil do Amazonas realizou, nesta sexta-feira (28/6), no Auditório José Elcy Barroso Braga, situado nas dependências da Delegacia Geral, Curso de Isolamento e Preservação de Locais de Crime, destinado a delegados, investigadores e escrivães da instituição.

Curso de Isolamento e Preservação de Locais de Crime (Foto: João Brito)

O presidente da CCTD, o investigador de Polícia José Alberto do Valle, destacou que o objetivo do curso é capacitar os servidores sobre como proceder quando chegam a locais de crimes. “É importante que as equipes de investigação da Polícia Civil compreendam quais são os papeis delas, cada um dentro da função determinada, para que consigam desenvolver um bom trabalho investigativo”, argumentou.

Presidente da CCTD, e investigador de Polícia José Alberto do Valle (Foto: João Brito)

A capacitação foi ministrada pelo investigador de Polícia Tarcivaldo Queiroz, que atuou durante mais de 15 anos na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e atualmente compõe a equipe da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM). Segundo José Alberto do Valle, 30 servidores participaram da capacitação.

Investigador de Polícia Tarcivaldo Queiroz (Foto: João Brito)

João dos Santos, que é investigador de Polícia lotado na 45ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Urucará, município distante 261 quilômetros em linha reta da capital, discorreu sobre a experiência. “Tinha muito interesse em adquirir conhecimento nessa área e assim que fiquei sabendo sobre as inscrições, procurei logo a equipe da CCTD para garantir a minha vaga. Cursos como esse são muito importantes para todo policial. Tudo que aprendi será compartilhado como os meus colegas de trabalho”, disse.

Investigador de Polícia João dos Santos (Foto: João Brito)

Conforme o presidente da CCTD, outras turmas do curso serão organizadas, em breve, e serão divididas por Seccionais, atendendo todo o efetivo de servidores atuantes nos Distritos Integrados de Polícia (DIPs) e Especializadas da capital.

Comentários